Já pensou como é persuadido no dia-a-dia por aquilo que vê? - Desassossego

Somos especialistas em Branding, criação de identidade da Marca, campanhas publicitárias e estratégia digital.

SIGA-NOS

     

    Topo
    Image Alt

    Já pensou como é persuadido no dia-a-dia por aquilo que vê?

    Já pensou como é persuadido no dia-a-dia por aquilo que vê?

    Segundo Michel Meyer, “A definição de retórica é conhecida: como a arte de bem falar, de mostrar eloquência diante de um público para ganhar a sua causa.” A Retórica surgiu na antiga Grécia, ligada à Democracia e em particular à necessidade de preparar os cidadãos para uma intervenção ativa no governo da cidade. O discurso retórico visava a ação com a finalidade de persuadir, convencer os que escutam o orador.

    Do mesmo modo, a Retórica Visual refere-se à forma como somos persuadidos pelas coisas que vemos. É parte de um processo de comunicação em que interpretamos e procuramos fazer sentido a partir do mundo que nos rodeia. É o espaço onde a comunicação tem lugar.

    Por outras palavras, se quisermos convencer alguém a pensar ou agir de determinada maneira, devemos escolher as palavras e cores apropriadas, assim como a organização, estilo, enquadramento. Assim, facilmente, compreendemos que a Retórica Visual consiste nas técnicas de publicidade utilizadas por marcas, artistas e designers com vista a levá-lo à compra de determinado produto / serviço. Sendo que o principal objetivo é a fidelização do público-alvo.

    retorica_visual_1_ARTIGO

    Existem três níveis de Retórica Visual com os quais, certamente se irá familiarizar.

    NÍVEL I – A APELAÇÃO

    No primeiro nível da Retórica Visual as marcas, os artistas e os designers procuram despertar a curiosidade do público-alvo. As técnicas utilizadas procuram fazer-nos parar e prestar atenção a determinada coisa. Sentir curiosidade em conhecer mais sobre, nomeadamente, um determinado produto, marca, pessoa.

    NÍVEL II – A PERSUASÃO

    No segundo nível, as marcas, os artistas e os designers procuram convencer o público-alvo a adquirir, consumir e/ou utilizar  os produtos e/ou serviços.

    Esta ação (de persuadir) consiste em convencer alguém de algo, a tomar determinada atitude. A persuasão pode ser obtida através da influência. A intenção passa pela intenção de que o sujeito modifique a sua forma de pensar ou as suas condutas com o objetivo de cativá-lo através dos seus sentimentos, convencendo-as de que aquilo que se lhe propõe é o correto ou a melhor opção. Por isso, celebridades, personalidades públicas são frequentemente escolhidas como embaixadoras ou representantes de uma marca, nos meios digitais denominadas Influencers. Este é o nível, no qual as empresas, frequentemente, investem mais fundos.

    Existem várias técnicas de persuasão:

    • Reciprocidade

     A reciprocidade passa, resumidamente, pelo princípio de que quando recebemos algo, devemos oferecer algo em troca. Por exemplo, um website de uma Marca pode oferecer um serviço durante um mês gratuitamente para permitir ao seu público-alvo testar o serviço. Ao oferecer algo gratuitamente, o consumidor sentir-se-á tentado/compelido pelo elemento persuasivo de que tem que oferecer algo em troca, por exemplo consumir no imediato ou a longo prazo, novamente o produto / serviço. Diversos estudos comprovam que ao utilizar a reciprocidade, as vendas aumentam significativamente!

    retorica_visual_4_ARTIGO
    • Aprovação social

     A persuasão através da aprovação social é simples de observar através da influência dos mass media – televisão, websites, social media, entre outros. Quando uma indústria divulga informações como “o mais vendido”, “o mais popular”, “o mais recente”, “o mais inovador”, está a recorrer à necessidade de aprovação social que público-alvo requer. Um profissional, uma celebridade ou uma autoridade são algumas das melhores e mais comuns opções quando se procura aprovação social.

    • Afinidade

     O princípio de afinidade passa pela capacidade de persuasão que alguém ou alguma coisa demonstra face à nossa posição. Implica, contudo, um fator especial de identificação e reconhecimento. Campanhas de sensibilização são estratégias que permitem reconhecer pontos em comum entre as partes. Estratégias de patrocínios ou de promoção de eventos associados a um público-alvo específico podem igualmente facilitar o processo de afinidade e consequente persuasão.

    • Escassez

    Esta técnica implica a existência de um stock limitado, pouca quantidade de um determinado produto. O conceito de escassez é simples de explicar através de frases frequentemente utilizadas pelo comércio como: “Atenção! Compre hoje! Últimas unidades!”

    NÍVEL III – A FIDELIDADE

    No último nível da dimensão retórica as Marcas procuram manter o interesse dos consumidores. Este nível é considerado o “santo graal” do consumismo e todos procuram alcançá-lo. Contudo, não existe um conjunto de técnicas específicas que assegurem com 100% de infalibilidade a sua obtenção. Marcas como a Apple ou Coca-Cola, usufruem deste estatuto e contam com seguidores leais. Facto que não as impede de constantemente se recriarem para manter o interesse dos seus consumidores ativo ou até mesmo cativarem novos consumidores.

    Sente-se persuadido/a a apostar na sua Marca? Fale connosco!

    COOKIES

    Utilizamos cookies próprios e de terceiros para melhorar a sua experiência e os nossos serviços, analisando a navegação no nosso website.
    Ao continuar a navegar, consideramos que aceita o seu uso.
    Pode obter mais informação na nossa Política de Privacidade e Transparência

    We use our own and third-party cookies to improve your experience and our services, analyzing the navigation on our website.
    As you continue to browse, consider that you accept its use.
    You can get more information on our Privacy policy .